0

Mudança de corpo

Lá pelos 20 e tantos anos, com o advento dos hormônios e cia você começa a perceber que seu corpo já não é mais o mesmo.

Surgem as ancas, as primeiras celulites, e todo um crescimento geral de partes do corpo. É como passar pela adolescência novamente, só que com menos espinhas.

Bom, hoje resolvi separar roupas para doar, porque sei que não vou emagrecer aos meus belos 47 quilos (já estou pesando 53), e existem roupas que ficariam perfeitas em você aos 17, mas quando você tem 23 e faz estágio não rola mais. Tipo aquela camiseta de dragão prateado da OperaRock, com um corte lindo na lateral, que realçava sua cintura e que hoje você percebe que realça sua barriga.

Ganhei algumas roupinhas novas, disse adeus à minha calça da Siberian (que não aceita mais o tamanho do meu quadril) e abracei forte minha Taco, companheira de guerra e que ainda uso.

Não estou dizendo que  engordei horrores. Também não quero ser padrão de beleza, nem complexada por ser magra ou gorda demais, gosto do meu corpo do jeito que é (no máximo preciso fazer uma academia pra garantir uma boa forma), mas tenho que aceitar que o meu corpo muda, e que tenho que me adaptar a isto.

Por isto, com a colher de brigadeiro em punho, digo: que venha a metamorfose!!

Anúncios